Sexta, 24 de Junho de 2022
29°

Poucas nuvens

Barreirinha - AM

Dólar
R$ 5,24
Euro
R$ 5,53
Peso Arg.
R$ 0,04
Saúde Amazonas

Hospital Francisca Mendes completa 23 anos com avanços no atendimento cardiológico no Amazonas

Unidade referência em alta complexidade em cardiologia possui serviços que garantem reconhecimento nacional pela qualidade.

21/06/2022 às 10h37
Por: Redação Fonte: Secom Amazonas
Compartilhe:
Foto: Reprodução/Secom Amazonas
Foto: Reprodução/Secom Amazonas

Unidade referência em alta complexidade em cardiologia possui serviços que garantem reconhecimento nacional pela qualidade

A Fundação Hospital do Coração Francisca Mendes (FHCFM), unidade da Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM), completa 23 anos de serviços especializados, nesta terça-feira (21/06), com atendimentos aos pacientes do estado do Amazonas e de toda a região Norte. Inaugurada em junho de 1999, a unidade é centro de referência em alta complexidade em cardiologia e suas subespecialidades, além de oferecer tratamento em neurologia, neurocirurgia e ser certificada como hospital de ensino.

O atendimento referenciado recebe pacientes de toda a região Norte e até de outros países. “Nossa demanda aqui não é só de Manaus, nem dos municípios do interior do Amazonas. A demanda está também com os estados que fazem fronteiras aqui, como Rondônia, Roraima, Acre, e algumas vezes vem da Venezuela, e de outros países que fazem fronteira, como Peru e Bolívia. A nossa demanda é muito grande”, disse o cardiologista José Wilson Cavalcante, que atua há quase 20 anos no hospital.

Para os próximos anos, a missão é ampliar a tecnologia empregada nas cirurgias cardíacas para trazer uma melhor resposta para o usuário e para o estado do Amazonas, como ressalta a diretora-presidente do hospital, Nayara Maksoud.

“Olhamos para um Francisca Mendes com uma capacidade futura de maior número de leitos de terapia intensiva, maior número de leitos de enfermaria, para que possamos ter um maior número de cirurgias e inclusive de acompanhamento dos pacientes crônicos que são exclusivos dentro unidade hospitalar”, disse a diretora-presidente.

Relação com a unidade

A dona de casa Clara Rodrigues, de 67 anos, destacou o seu relacionamento com o hospital. Em 2017, após sentir dores no peito, procurou um cardiologista e recebeu um encaminhamento para a unidade, para realizar um cateterismo, procedimento utilizado para diagnosticar ou tratar doenças cardíacas.

“Eu senti uma forte dor no peito, aí fui procurar um cardiologista. Graças a Deus, consegui a consulta e fiz um cateterismo. Estou fazendo acompanhamento de três em três meses, venho na doutora e faço os exames e sou muito bem recebida”, disse Clara.

Além dessa experiência, a relação de Clara com a unidade de saúde é bem antiga. Há mais de dez anos, a idosa participa do Clube do Coração, projeto desenvolvido no FHCFM envolvendo pacientes, familiares e profissionais, para conscientização e promoção da saúde, com palestras educativas, caminhadas e passeios. As atividades do clube foram paralisadas durante a pandemia de Covid-19, mas devem retornar no segundo semestre deste ano.

Referência

Durante mais de 15 anos, a unidade foi administrada pela Universidade Federal do Amazonas até ser gerida de forma integral pela SES-AM, em 2020. O FHCFM recebeu a classificação A entre um dos hospitais na estratégia QualiSUS Cardio, pelo Ministério da Saúde, que possibilita um melhor monitoramento dos indicadores de processo e de resultados, e maior captação de recursos federais para que a produtividade do Hospital Francisca Mendes possa ser ampliada.

Reforma

Em março, a SES-AM, em parceria com a Unidade Gestora de Projetos Especiais (UGPE), anunciou um pacote de obras para a saúde, que inclui reformas para o Hospital Francisca Mendes. A unidade hospitalar deverá receber melhorias estruturais e ampliação de setores importantes para garantir o atendimento assistencial aos pacientes cardiopatas do Amazonas.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias