Quinta, 20 de Janeiro de 2022
28°

Pancada de chuva

Barreirinha - AM

Política CPI da Covid

Aziz quer investigar apagão no Ministério da Saúde com ou sem CPI

Senador do Amazonas disse que vai assinar o requerimento para uma nova CPI da covid

13/01/2022 às 08h18 Atualizada em 13/01/2022 às 08h35
Por: Redação Fonte: BNC
Compartilhe:
Senador Omar Aziz falando sobre a criação da nova CPI a imprensa amazonense (Foto: BNC AMAZONAS)
Senador Omar Aziz falando sobre a criação da nova CPI a imprensa amazonense (Foto: BNC AMAZONAS)

O presidente da Frente Parlamentar Observatório da Pandemia de Covid-19, senador Omar Aziz (PSD-AM), disse nesta quarta-feira (12) que vai assinar o requerimento para a instalação de uma nova CPI da covid no Senado.

No entanto, o senador, que foi presidente da comissão em 2021, não confirmou presença no colegiado porque, segundo ele, quem indica os membros de uma CPI são os líderes dos partidos.

Nesta terça-feira (11), o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) protocolou na mesa diretora do Senado um requerimento pedindo a instalação de uma nova CPI da covid (coronavírus).

O objetivo é investigar as ações do governo federal a partir de novembro de 2021, após o fim da primeira CPI. São necessárias 27 assinaturas para que a comissão seja instalada.

“Instalar uma nova CPI da covid é retomar investigações e pressões que foram fundamentais para a vacinação do povo brasileiro. Isso não nos impedirá de cobrar os resultados da primeira CPI, que apesar de ter tido vários resultados efetivos, sofre com a inércia da PGR”, disse Rodrigues nas redes sociais.

Leia mais

Omar Aziz destaca 12 investigações do MPF a partir da CPI da covid

O senador amapaense é o atual vice-presidente do Observatório da Pandemia e foi vice-presidente da CPI da covid no ano passado. 

 Aziz concorda com o G7 – grupo de senadores que deu apoio político e garantiu as votações importantes na CPI da covid – que a sociedade brasileira precisa ter respostas principalmente sobre o recente “apagão” no sistema do Ministério Saúde.

“Foi só falar em exigir o passaporte da vacina que o sistema saiu do ar. Quantas crianças não foram infectadas ou foram a óbito e o país não teve conhecimento? Tem ainda a questão dos testes de farmácia que não funcionam. Tudo isso precisa ser esclarecido”, disse ao BNC Amazonas.

Para o presidente do Observatório da Pandemia, o governo federal nada explicou sobre os acontecimentos e nenhuma investigação por parte do Ministério Público foi feita.

Eleições e nova CPI

Embora reafirme seu posicionamento a respeito das investigações, Aziz considera pouco provável a instalação de uma CPI neste ano de eleições.

O senador também disse que o governo Bolsonaro deverá se mobilizar ao máximo para impedir a criação de outra comissão de investigação.

No entanto, caso não seja possível instalar a nova CPI da covid, o senador disse que o observatório ou mesmo a Comissão de Segurança Pública, da qual também é presidente, poderá promover audiências públicas e convocar as autoridades para dar devidas explicações.

Questionado sobre o andamento das investigações da CPI encerrada em 2021, Aziz disse que a comissão fez o seu papel.

Conforme ele, a comissão foi a cada estado onde havia indícios e provas claras sobre crimes cometidos e entregou o relatório a todas as autoridades competentes.

“Muitas investigações correm em segredo de justiça e nós não temos acesso a elas. Mas sabemos, por exemplo, que o Ministério Público de Brasília já abriu investigações a partir do que foi demonstrado pela CPI”.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias