Quarta, 01 de Dezembro de 2021
31°

Pancada de chuva

Barreirinha - AM

Saúde Enganada

"Foi lavagem cerebral", dizem mulheres que não se vacinaram

Uma mulher que decidiu não se vacinar e contraiu a covid-19, apela agora para que não a deixem morrer.

22/11/2021 às 12h28 Atualizada em 22/11/2021 às 15h31
Por: Redação Fonte: IG
Compartilhe:
© Reprodução
© Reprodução

Em quê e em quem acreditar quando recebemos notícias, pelas redes sociais, telejornais, celular, Facebook e Whatsapp além das informações passadas boca a boca ? O que é verdade? As informações nos chegam desencontradas, descabidas, contraditórias, absurdas e fantasiosas para caluniar, disseminar preconceitos, confundir pessoas, pensamentos, inferir julgamentos. 

Uma mulher que decidiu não se vacinar e contraiu a Covid-19, apela agora para que não a deixem morrer. 

Gemma Robert, de 35 anos, e natural de Warrington, Reino Unido, sofreu oito ataques cardíacos e está ligada a um ventilador, depois de ter sido infectada com o vírus.

A sua companheira acusa os elementos de grupos antivacinas de serem responsáveis por ela e Gemma não terem decidido vacinar-se, pois acreditaram que as vacinas estavam matando as pessoas. 

Gemma, que contraiu a doença em agosto após ir a um casamento, permanece internada no hospital mas já terá ultrapassado o pior. Apesar disso, a sua recuperação está sendo demorada.

"Houve momentos em que pensei que não iria resistir. Gostava de ter sido vacinada antes e agora penso que todos deviam ser vacinados", refere.

Já a sua companheira, deixa uma mensagem mais forte: "Não acreditem nos que são contra as vacinas. Eles fizeram-nos uma lavagem cerebral", dispara.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias