Quarta, 01 de Dezembro de 2021
31°

Pancada de chuva

Barreirinha - AM

Especiais Tambaqui

Técnicos da Sempa fazem acompanhamento aos piscicultores da região do Rio Andirá

O piscicultor Cloder Leite, da comunidade do Ituquara Rio Andirá, que recebeu 2 mil alevinos está entusiasmado com a produção de espécies de tambaqui curumim que em pelo menos 60 dias os peixes já estarão prontos para a comercialização no mercado local.

22/10/2021 às 17h58 Atualizada em 22/10/2021 às 18h29
Por: Redação Fonte: Barreirinha em Destaque | José de Oliveira
Compartilhe:
Fotos: Frank Souza e José de Oliveira
Fotos: Frank Souza e José de Oliveira

Com objetivo de implementar a produção de peixes no município, a Secretaria Municipal de Produção e Abastecimento - Sempa, está com técnicos na zona rural do município visitando as propriedades dos produtores/ piscicultores que receberam os alevinos que foram distribuídos há cerca de dois meses, em parceria da Prefeitura com a Secretaria de Pesca e Aquicultura do Estado do Amazonas. 

O piscicultor Cloder Leite, da comunidade do Ituquara Rio Andirá, que recebeu 2 mil alevinos está entusiasmado com a produção de espécies de tambaqui curumim que em pelo menos 60 dias os peixes já estarão prontos para a comercialização no mercado local. 

“Eu conheci o projeto de piscicultura através do secretário Kenedy que é meu amigo de infância, e aí recebi um convite para participar do curso e depois recebemos os alevinos e agora estamos continuando aqui em nossa prioridade e com a visita dos técnicos aqui vamos melhorar com certeza e seguir arrisca as instruções. De hoje em diante vamos fazer o trabalho melhor, tivemos uns erros, logo no início e estamos corrigindo e agora com o acompanhamento dos técnicos a tendência é fazer o trabalho organizado e seguindo a risca o que eles estão nos orientando”, disse Cloder. 

O senhor Nilson Silva de Paula, pai do Cloder, se emocionou em contar para a reportagem sobre o trabalho de criação de peixes e o tratamento dos peixes que logo ao chegar, houve perdas, mas que agora o trabalho segue nos padrões orientados pela equipe da Sempa. 

“A escolha dele foi muito importante e estamos trabalhando, vi no peixe a alternativa para sustentar sua familia, vejo meus filhos colocando ração para os peixes todos os dias e desde quando os peixes chegaram andou morrendo alguns e aí eles foram conhecer as técnicas e como dá alimentos e tratar os tambaquis. Estou muito feliz por eles escolherem essa alternativa para ganhar um recurso a mais, após passar tudo isso as dificuldades e agora com o acompanhamento dos técnicos, sei que vai dar certo e estou feliz por isso”, contou. 

A técnica em Agropecuária, Naira Nascimento aponta que o trabalho é importante entre os piscicultores e produtores que estão empenhados em conhecer melhor as técnicas e como tratar os peixes no berçário e em seguida na gaiola. 

“O acompanhamento junto aos piscicultores é fundamental, pois é aí que nós passamos a saber como eles estão sendo tratados, nossa visita é para ver o desenvolvimento dos peixes, com a biometria, para ver como está a alimentação, o tamanho e depois disso tudo eles crescendo e aí eles serão colocados numa gaiola. A questão dos que foram doados pela Sempa, a partir do dia 20, os técnicos vão estar nas propriedades dos produtores para esse acompanhamento para que eles possam tirar daqui a seis meses para comercializar”, explica. 

O zootecnista Mailler Bahia, disse que a participação dos piscicultores e técnicos é fundamental para que flua o trabalho entre os demais participantes do Projeto. As técnicas repassadas pela equipe da Sempa está dando bons frutos e a tendência é que eles possam ganhar uma grana extra e incrementar a renda das famílias. 

“Agora esses produtores depois do curso e eles estão seguindo a risca a recomendação técnica repassada por nós, incentivar os criadores e conseguir trazer uma renda extra  mensal a parceria é importante, pois daqui a 6 meses eles possam ter um retorno, uma renda a mais  para eles, pois é a maneira que a Sempa encontrou para ajudar eles a implementar o ramo da piscicultura no município", completou. 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias