Sábado, 23 de Outubro de 2021
25°

Pancada de chuva

Barreirinha - AM

Meio Ambiente Pé-de-Pincha

Comunidades recebem materiais da Prefeitura de Barreirinha para execução do Projeto Pé-de-Pincha

Há 20 anos, Carlos Jorge Pedreno atua como voluntário do projeto na comunidade Granja e ressalta que essa atividade faz parte de sua criação e que pretende levar para outras gerações.

12/10/2021 às 20h04
Por: Redação
Compartilhe:
Comunidades recebem materiais da Prefeitura de Barreirinha para execução do Projeto Pé-de-Pincha

A Prefeitura de Barreirinha, por meio da Secretaria Municipal de Cultura, Turismo e Meio Ambiente (Semctram) e Secretaria Municipal de Educação (Semed), realizou na segunda-feira (11) a entrega de equipamentos para três comunidades que desenvolvem o projeto Pé-de-Picha no rio Andirá.

O presidente do Distrito de Piraí, César Pontes, e o presidente da comunidade São Pedro do Andirá, Marinelson de Souza, estiveram pela parte da manhã na sede da Semctram onde receberam 15 caixas de isopor, 20 lanternas, pilhas e um rolo de fitas para construção de guaritas para monitoramento das praias.

No período da tarde, o secretário de Cultura e Meio Ambiente, Eronildo Cabral e o secretário de Educação, Márcio Rogério, estiveram visitando a comunidade Granja onde foram entregues os mesmos equipamentos, além de combustível para auxiliar os moradores que são voluntários do projeto Pé-de-Pincha.

O secretário Eronildo Cabral falou da importância da execução do projeto no município, principalmente, pela conservação e proteção de tracajás e tartarugas da região. “Além da entrega do material, a Prefeitura de Barreirinha vai firmar parceria para incentivar os moradores a continuar fazendo um trabalho de excelência, como aqui na Granja nós podemos verificar mais de 300 ninhos, o que nos deixa muito felizes em ver o empenho dos próprios moradores que são voluntários desse projeto tão importante para o meio ambiente. Em breve estaremos entregando insumos para outras comunidades que trabalham nesse ramo”, disse.

Há 20 anos, Carlos Jorge Pedreno atua como voluntário do projeto na comunidade Granja e ressalta que essa atividade faz parte de sua criação e que pretende levar para outras gerações. “Eu cresci vendo meu avô, meu pai e tios lutando para preservar o meio em que vivemos, por isso eu luto para conservar a natureza para que meus filhos e netos também possam ter a chance de ver de perto esses animais”, enfatiza.

O professor da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Paulo Henrique Oliveira, atua no projeto desde 2001 e fala da atuação e importância do auxílio as comunidades. “Hoje em Barreirinha, cerca de cinco comunidades seguem tocando o projeto e a Ufam dá um auxílio mais técnico, no entanto, nós pretendemos retomar as atividades agora com a ajuda da Prefeitura, com o viés de sustentabilidade econômica, educacional e trabalhar o turismo na região”, explica.

Durante a visita, os secretários informaram que em breve a prefeitura vai estar elaborando um projeto de Educação Ambiental, com foco no manejo sustentável de quelônios, com protagonismo comunitário para conservação e proteção da espécie.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias