Terça, 27 de Julho de 2021 20:29
(92) 99347-6361
Brasil Coluna

LEMBRANÇAS CULINÁRIAS POR TIAGO HAKIY

Guardo em minha memória o sabor das comidas amazônicas; o sabor da minha infância, o sabor que moldou minhas lembranças de vida. Sabores que chegam na brisa da saudade e me fazem ansiar por uma mesa farta de boas memórias. Lembro do jirau cheio de peixes, gordos de frescor, ovados de cheiros singulares. Lembro do meu tio chegando da caçada, a caça pendurada na cozinha, catingando o cheiro da mata, das flores e frutos silvestres. Lembro do beiju de tapioca, recendendo a manhã de verão, minha mãe preparando o chá de capim cheiroso, castanha amazônicas sobre a mesa.

16/04/2021 16h11
Por: Redação Fonte: Tiago Hakiy | Barreirinha em Destaque
LEMBRANÇAS CULINÁRIAS POR TIAGO HAKIY

LEMBRANÇAS CULINÁRIAS

Guardo em minha memória o sabor das comidas amazônicas; o sabor da minha infância, o sabor que moldou minhas lembranças de vida. Sabores que chegam na brisa da saudade e me fazem ansiar por uma mesa farta de boas memórias. Lembro do jirau cheio de peixes, gordos de frescor, ovados de cheiros singulares. Lembro do meu tio chegando da caçada, a caça pendurada na cozinha, catingando o cheiro da mata, das flores e frutos silvestres. Lembro do beiju de tapioca, recendendo a manhã de verão, minha mãe preparando o chá de capim cheiroso, castanha amazônicas sobre a mesa. 

Lembro das pescarias de Kirikiro, o sol chamando o verão. Sinto o afago da lembrança trazer também o cheiro da pukeka de jaraqui assada na brasa de acapurana, comíamos acompanhado com farinha e pimenta murupi. Nas noites de lua cheias minha vó Coló da Freguesia, fazia tarubá, eu desejava, tomava escondido, não era para o deleite das crianças. Guardo em mim o cheiro de vinho de cupú, da bacaba madura de sabor, do açaí com gosto de vitalidade, do uixi com pétalas de ventos do mato, dos ovos de tracajá saboreados nas cuias pintadas de eternidade.

Recordo dos tucumãs maduros de perfumes saborosos, a polpa tenra, deixávamos apenas o caroço da cor da noite. Como era bom tomar o suco de jenipapo, dava sustância e tínhamos energia para namorarmos o perfume das estrelas. Como era delicioso o tatu assado sob o olhar da lua, tinha gosto de histórias contadas ao redor das fogueiras acessas.

São tantas memórias de sabores, cores e outras sensações que as saudades nos trazem, vez por outra navegamos na realidade degustamos estes sabores que são nossos. Sabores de beira de rio, de terra molhada, de ventos de matas distantes; que tem o calor das florestas, do canto dos pássaros e das vivências amazônicas.

Artigo Tiago Hakiy

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Tiago Hakiy
Sobre Tiago Hakiy
Tiago Hakiy é poeta, escritor, bibliotecário e contador de histórias tradicionais indígenas, nasceu no município de Barreirinha estado do Amazonas, no coração da floresta amazônica, à margem de um maravilho rio, cheio de belas praias chamado Rio Andirá,. Viaja por vários lugares do Brasil, participando de eventos literários, para divulgar cultura indígena e a literatura que nasce no coração da floresta. É graduado em Biblioteconomia pela Universidade Federal do Amazonas.
Barreirinha - AM
Atualizado às 20h56 - Fonte: Climatempo
31°
Pancada de chuva

Mín. 24° Máx. 33°

33° Sensação
2.6 km/h Vento
52% Umidade do ar
90% (5mm) Chance de chuva
Amanhã (28/07)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 24° Máx. 31°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Quinta (29/07)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 24° Máx. 29°

Sol com muitas nuvens e chuva
Ele1 - Criar site de notícias